A cidade sagrada

Ela que dá o silêncio à mente agitada —
Em que a alma a Paz divina encontrou.
Ela é Benares, cidade sagrada.
É a Ela que eu amo — é Ela que eu sou.

* * *

Sie, die des Denkens Fluss zum Schweigen bringt,
Göttlich besänftigend der Seele Sinn —
Sie ist Benares, ist die heilge Stadt;
Sie ist es, die ich liebe — die ich bin.

(Fiz uma tradução aproximada deste pequeno e belo poema alemão de Schuon, com ajuda da tradução francesa.)

Uma ideia sobre “A cidade sagrada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s